Contato: 31 3110-2123 / 31 3482-8002
Rua Gustavo Pena 44, Sala 402 | Horto, BH
Blog da Lau

Consumo de drogas lícitas e ilícitas afetam a fertilidade

Categoria: Blog, Reprodução Assistida | Assuntos: Assuntos relacionados: , | Postado em: 7 de agosto de 2017

Cada vez mais, o consumo de drogas tem sido debatido em todo o mundo. Nesse mês, a maconha começou a ser comercializada em farmácias no Uruguai, país da América Latina que tem revolucionado a maneira de debater e consumir o produto.

Já no Brasil, apenas drogas como, álcool, cigarro, anorexígenos (moderadores de apetite) e benzodiazepínicos (remédios para ansiedade), são liberadas para produção e consumo, porém, assim como as drogas ilícitas, também fazem muito mal à saúde.

Diante os malefícios que as drogas causam, um assunto pouco discutido é sobre a infertilidade. Para que o sistema reprodutor funcione bem, é preciso equilíbrio hormonal, com boa alimentação e hábitos saudáveis. Entretanto, o abuso de drogas pode afetar a fertilidade, diminuindo as possibilidades e comprometendo a gravidez.

É extremamente importante ressaltar que a alteração dos resultados hormonais é um reflexo do consumo de todos os tipos de drogas, incluindo as lícitas, como álcool, tabaco, medicamentos diversos e também os anabolizantes. E os homens também não fogem ao risco. O uso da maconha, por exemplo, leva a efeitos muitas vezes irreversíveis na fertilidade masculina.

Muito usados pelos jovens preocupados com o “padrão de beleza”, os anabolizantes podem afetar diretamente a fertilidade. Na mulher, com a questão da ovulação, já no homem pode causar disfunção erétil, atrofia dos testículos, redução na produção de sêmen e aumento do número de espermatozoides ruins.