Contato: 31 99722-8640 / 31 3482-8002
Rua Gustavo Pena 44, Sala 402 | Horto, BH
Blog da Lau

Mitos e verdades na gravidez

Categoria: Blog, Gravidez | Assuntos: Assuntos relacionados: | Postado em: 1 de fevereiro de 2017

Basta a gestante revelar que está grávida para ser bombardeada por várias crendices. É tanta coisa que se fala, que fica difícil saber o que é verdade e o que não passa de mito.

Para te ajudar um pouco nisso, vamos falar um pouco do que é real e o que não é.

Quando a gestante sente muita azia significa que o bebê será cabeludo.

Mito. A azia que acontece nos três primeiros meses é devida a alta produção de hormônio hCG pela placenta. Já a azia, que aparece a partir da segunda metade da gravidez, é devida a ação da progesterona, outro hormônio produzido por nosso corpo que está aumentado na gravidez e que leva a uma lentidão ao esvaziamento do estômago, favorecendo o refluxo.

O formato da barriga diz qual será o sexo do bebê.

Mito. O formato da barriga depende do tamanho do bebê, da posição dentro do útero, do número de bebês, da quantidade de líquido e da composição de gordura do corpo da mulher.

Durante a gestação, a mulher sente menos desejo sexual.

Mito. O desejo vai depender de como a mulher vê o seu corpo e como encara sua gravidez e mudanças que acontecerão. O desejo está muito mais associado ao estado emocional da mulher. Algumas relatam se sentir muito mais bonitas e desejáveis quando grávidas, o que aumenta seu desejo, enquanto outras se sentem desconfortáveis e preferem menos contato sexual.

A penetração pode machucar o bebê.

Mito. O bebê está muito protegido dentro do útero e se a gravidez está transcorrendo normalmente, a relação sexual não é contra indicada.

Tomar chás ou bebidas quentes provocam aborto.

Mito. A ingestão de bebidas quentes ou chás de folhas, flores ou especiarias não causa nenhum mal para o bebê.

Os batimentos cardíacos do bebê aceleram quando a mãe fuma.

Verdade. A nicotina presente no cigarro passa rapidamente pela placenta provocando muitas alterações no feto, entre elas, aumento dos batimentos. A mulher não deve fumar, muito menos quando se encontra grávida.

A pele da grávida mancha quando exposta ao sol.

Verdade. A pele da grávida é muito mais sensível aos raios solares devido às alterações hormonais, ficando mais suscetível a manchas. Por isso, é indicado que toda grávida use protetor solar adequado ao seu tipo de pele e proteja o rosto quando for tomar sol.

E você? Conhece ou já ouviu alguma outra recomendação que te deixou na dúvida se é verdade ou mito? Conta pra gente!!